Entre nós e as palavras com o escritor Bruno Vieira Amaral

Apresentação do livro Hoje estarás comigo no paraíso, da Quetzal Editores, por Conceição Fonseca
Público: geral

Entre nós e as palavras
Promoção da leitura para o público adulto, dando a conhecer autores e obras de referência.
Atividade realizada habitualmente na última quinta-feira do mês às 21H30.


Bruno Vieira Amaral
Bruno Vieira Amaral nasceu em 1978. Formado em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE, é crítico literário, tradutor, e autor do Guia Para 50 Personagens da Ficção Portuguesa e do blogue Circo da Lama. Em 2002, uma temerária incursão pela poesia valeu-lhe ser selecionado para a Mostra Nacional de Jovens Criadores. Colaborou no DN Jovem, revista Atlântico e jornal i. Atualmente colabora com a revista Ler e é assessor de comunicação das editoras do Grupo Bertrand Círculo.
As primeiras coisas é o seu primeiro romance. Foi considerado livro do ano em 2013 para a Revista Time Out (ano em que o autor recebeu o Prémio Novos por se destacar na literatura).
Mais recentemente, As primeiras coisas, foi distinguido com o Prémio PEN CLUBE Narrativa, Prémio Literário Fernando Namora e Prémio Literário José Saramago 2015.


Hoje estarás comigo no paraíso
Em Hoje estarás comigo no paraíso, Bruno Vieira Amaral desenha uma investigação do assassínio do primo João Jorge – morto no bairro em que ambos viviam no início dos anos oitenta – e usa essa investigação como estratégia de construção e recuperação da sua própria memória: a infância, a família, o bairro e as suas personagens, Angola antes da Independência e nos anos que se lhe seguiram, e a figura (ausente) do pai.
Na reconstituição da personalidade e do percurso da vítima, da noite em que tudo aconteceu, na apropriação que o narrador faz da ligação com o primo morto (forjada pelos enganosos mecanismos da memória) – e de que faz parte essa outra busca mais ampla das dobras do tempo e do esquecimento – são utilizados os mais diversos materiais: arquivos da imprensa da época, arquivos judiciais, testemunhos de amigos e familiares, e a literatura, propriamente dita – como uma possibilidade de verdade, sempre.

 

Data
2018-01-25 21:30
Local
Antigo Convento de São Domingos ou Biblioteca Mun. António Botto
Abrantes, Portugal
 
 

Powered by iCagenda

Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.