Exposição - Florestas para o Futuro

A tragédia dos incêndios de 2017 foi o mote para esta exposição intermunicipal. Continuando presente na memória de todos aquela catástrofe, a região do Médio Tejo pretende sensibilizar a população sobre as “Florestas do Futuro”, invocando também aquele flagelo para evitar que o mesmo caia no esquecimento e que as suas lições não sejam ignoradas. Deste modo, está prevista para o dia 22 de fevereiro a abertura simultânea da exposição “Florestas do Futuro”, que decorrerá em simultâneo nas 13 bibliotecas municipais da região do Médio Tejo.

Os municípios de Abrantes, Alcanena, Constância, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Mação, Ourém, Sardoal, Sertã, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha, Vila de Rei, com o envolvimento do Grupo de Trabalho das Bibliotecas Municipais do Médio Tejo justificam-na com o argumento de que este é “um assunto que nos diz respeito a todos”:
- mesmo que não tenhamos terrenos para limpar!
- mesmo que vivamos em meio urbano e longe dos fogos florestais!


Porque se uma comunidade é um conjunto de iguais na diferença, não o seremos se não formos solidários”.
Nesta exposição pretende-se dar voz às preocupações quotidianas das comunidades”, “sistematizar e disponibilizar toda a informação publicada na imprensa sobre a problemática dos incêndios” e “contribuir para o intercâmbio dessa informação e para a construção de conhecimento sobre o assunto”. É ainda objetivo “fomentar uma reflexão abrangente sobre o tema dos incêndios florestais, contribuindo para a formação da consciência crítica dos cidadãos e das comunidades”, “sensibilizar as populações para a necessidade de assumirem a prevenção como tarefa de todos” e “contribuir para a persecução dos «Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável» da ONU”.

A abertura desta exposição em simultâneo nas bibliotecas dos treze municípios que constituem a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo “amplia em muito os possíveis impactos junto das populações e dos média e volta a chamar a atenção para o problema, numa altura em que seria suposto ser um assunto fora da agenda. Constitui também um exemplo de cooperação intermunicipal e de solidariedade na diferença, pois embora com territórios desigualmente suscetíveis aos incêndios florestais, todos pertencem a uma mesma comunidade”.

A escolha do mês de fevereiro para esta mostra não foi inocente, isto porque “o que aconteceu ultrapassou a escala do que é pontual e episódico, exigindo uma dimensão intemporal assente em causas estruturais e porque uma das intenções é exatamente contrariar a tendência de só se falar dos incêndios quando o país está a arder e fingir que tudo está bem quando é inverno”.

NOW
2019-03-26 17:00
Local
Biblioteca Municipal António Botto - Antigo Convento de São Domingos ou Biblioteca Municipal António Botto
Abrantes, Portugal
 

Todas as datas

  • De 2019-02-22 17:00 a 2019-03-30 17:00
    segunda, terça, quarta, quinta & sexta
 

Powered by iCagenda

Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.